Categorias
Dicas

Qual desempenadeira usar na obra?

As desempenadeiras são importantes para fazer a aplicação, nivelamento e uniformização de diferentes tipos de revestimento, além de contribuir para acabamentos de maior qualidade, como por exemplo os rebocos.

Parece um detalhe bobo ter que escolher a melhor desempenadeira, né? Mas escolher o tipo desse ou qualquer outra ferramenta essencial aumenta a produtividade e garante um resultado muito mais profissional. Portanto, se liga nas características dos diferentes tipos de desempenadeiras que vamos mostrar para você entender qual deve utilizar em cada tipo de serviço.

Desempenadeira Reta

  • Esse é o tipo mais encontrado no mercado, utilizada para fazer o reboco e o acabamento de pisos de concreto.
  • Mas também é muito útil no início do serviço, na hora de aplicar a ergamassa, na fase conhecida como intermediária – quando se trabalha no emboço – responsável por nivelar e ajudar na impermeabilização.

Desempenadeira Dentada

  • Mais usado na hora de assentar pisos e revestimentos.
  • É a largura dos dentes que determinarão o quanto de argamassa colante será necessária para o assentamento de cerâmicas, porcelanatos ou até de outros tipos de revestimentos, como pedras naturais.
  • Para descobrir qual é a largura ideal da ferramenta é necessário levar em consideração o tamanho da placa que será assentada, para não atrapalhar o resultado final e não atrapalhar a continuidade do profissional que está trabalhando no assentamento.
  • Para assentar os revestimentos internos e externos, indicado usar:

– 6mm de largura para placas com até 400cm²

– 8mm de largura para placas que têm de 400 a 900cm²

– 10cm de largura para peças com área superiores a 900cm²

Outros tipos de desempenadeiras:

Borda redonda

Indicada para aplicar, nivelar e revestir superfícies com argamassas e também cimentadas. O formato evita marcas, aumentando o rendimento.

Plástica lisa

Costuma ser usada na hora de passar a massa fina; nivela argamassas.

Madeira lisa

Facilita o acabamento de argamassas de revestimento ou de contrapiso.

Metálica lisa

Usada tanto para aplicação quanto acabamento; também de argamassas de revestimento ou contrapiso, com o diferencial do acabamento ser queimado.

Categorias
Dicas

Economia na obra: Bloco de concreto é mais barato que tijolo de barro?

Se tratando de grandes projetos à longo prazo, como a construção de obras, devemos saber as necessidades do imóvel e o melhor tipo de construção a ser realizada, para não vivermos a famosa frase “o barato que saiu caro”, concorda? E é por isso que esse conteúdo te ajudará na escolha do principal material que subirá o seu prédio com qualidade.

Apesar da construção de alvenaria com tijolos de barro ser a técnica mais utilizada em obras residenciais no Brasil, com esse tijolo é necessário ser criado uma rugosidade para ancorar o emboço, fazendo aumentar o custo final da produção, ainda mais quando as vendas de cimento registraram alta de 14% em maio de 2021 em relação ao mesmo período do ano passado, segundo o Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC). 

Enquanto os tijolos de concreto, apesar de serem mais caros, podem representar uma despesa menor no fim das contas: 

  • Os blocos de concreto têm um desempenho estrutural melhor que o tijolo cerâmico;
  • É utilizado menos blocos por metro quadrado;
  • Possuem mais rugosidade e para execução de emboço ou de estuque de gesso é possível eliminar a etapa do chapisco;
  • Há a possibilidade de evitar acabamentos, como reboco e até mesmo pintura, dando um estilo moderno e industrial na decoração.
  • Também, proporciona maior isolamento acústico além de variedade de formas e medidas, evitando quebras e cortes desnecessários, aumentando a produtividade e reduzindo desperdícios.

Confira os tipos blocos de concreto da Ki-Blocos clicando aqui e faça um orçamento com a gente!